Conheça as dicas para evitar golpes virtuais e como fazer uma denúncia

Nesses meses de isolamento social por conta da covid-19, houve um aumento exponencial de golpes, fraudes e estelionatos digitais. Um relatório do Apura Cybersecurity Intelligence, empresa de segurança cibernética e investigação em meios digitais, identificou um aumento de mais de 41.000% de sites suspeitos de coronavírus e covid-19, sem domínio, atuando no Brasil: 2.236 para 920.866. 

O período da pesquisa foi entre março e maio deste ano. Links falsos no whatsapp, e-mails fraudulentos como Organização Mundial de Saúde (OMS), oferta de cerveja grátis, lives de shows clonados, pesquisas telefônicas sobre coronavírus e alguns dos golpes digitais. Além disso, milhares de pessoas no Brasil estão sendo lesadas e tendo seus dados bancários e pessoais roubados por links ou aplicativos maliciosos (falsos).

Caso você seja vítima de crimes digitais, faça um boletim de ocorrência na Polícia. Isso ajuda a desvendar os criminosos. A denúncia pode ser feita pela internet no link https://servicos.sds.pe.gov.br/delegacia/ . Em caso de dúvida, ligue para a Polícia Civil de PE, sem plantão 24 horas no (81) 3184-3205.

Golpe do 0800  - Outra forma de golpe que já preocupa a Polícia é o golpe do telefone 0800. Os criminosos ligam para uma pessoa, dizendo que é o seu banco, informações sobre o que seu cartão foi clonado e mandam ligar em uma determinada central 0800 da administração, que cita compras que você não reconhece. Neste momento, uma pessoa acredita que é o mesmo banco, digita uma senha no teclado, que é clonada. Depois disso, eles pedem para uma pessoa entregar o cartão ao motoqueiro do banco, que buscar onde estiver. O cliente do banco acredita porque o número 0800 é igual ao banco que tem uma pessoa. No entanto, antes disso, os criminosos já agiram no celular da vítima para que a ligação seja direcionada a um call center falso.

Auxílio emergencial - Os crimes digitais não perdoaram nem o auxílio emergencial. A Caixa Econômica informou que, em apenas um mês, foram detectados mais de 60 aplicativos e sites fraudulentos ou com informações falsas sobre o auxílio emergencial de R $ 600 pagos pelo governo federal a beneficiários do Bolsa Família e Trabalhadores da Informação, Autônomos e Microempreendedores individuais (MEI). O levantamento foi realizado entre 19 de março e 17 de abril. As páginas e esses aplicativos foram desativados com o apoio da Polícia Federal e das lojas de aplicativos.

Dicas para evitar crimes virtuais, segundo especialistas em segurança (Apura Cybersecurity):

1. Evite clicar em links de e-mails não solicitados e ter cuidado com os anexos;

2. Use fontes selecionadas para obter informações selecionadas sobre um Covid-19;

3. Não revele informações pessoais ou financeiras por email e não responda a solicitações;

4. Antes de clicar em um link recebido por SMS ou WhatsApp, verifique se trata de um site verdadeiro;

5. Antes de instalar um aplicativo no celular, verifique se é o aplicativo oficial, buscando referência no site da organização ou empresa especializada;

6. Verificar a autenticidade da instituição antes de fazer doações;

7. Ao usar um QR Code para pagamento ou doação, confirme se o código tem origem no site ou ao vivo oficial;

8. Caso identifique uma fraude, denuncie para as autoridades responsáveis.

. ...........................................
#AfremSindical
#crimedigital
#cibercrime
Redação : Andréa Pessoa

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Rua Prof. Andrade Bezerra, 64 | Parnamirim
Recife – PE | CEP: 52.060-270
Tel.:(81) 3441-6044
afremsindical@afremsindical.org.br